Aba 1

REVISÕES E ESTUDOS

Postado em 29 de Agosto de 2016 às 09h28

Alfarroba

Amais e Chá Mais | Produtos Naturais para Nutrição Clínica e Funcional A Alfarroba é o fruto da alfarrobeira (Ceratonia siliqua L.), árvore nativa dos países mediterrâneos, é consumida em muitos países...

A Alfarroba é o fruto da alfarrobeira (Ceratonia siliqua L.), árvore nativa dos países mediterrâneos, é consumida em muitos países árabes sob a forma de doces e de bebidas durante a Ramadan. 

A árvore que dá origem à alfarroba pertence à família das leguminosas, típica de climas subtropicais. Suas vagens produzem uma farinha que pode ser usada na alimentação humana, semelhante ao cacau. 

A alfarroba contém altos teores de açúcares naturais, sendo a sacarose o mais importante, seguido pela glicose e frutose. 

Em relação ao valor nutricional, a alfarroba em pó possui quantidade reduzida de compostos estimulantes responsáveis por efeitos fisiológicos adversos, como cafeína e teobromina, que são encontrados em níveis mais elevados no cacau, sendo fortes estimulantes do sistema nervoso e ritmo cardíaco.

Ao comparar o cacau e a alfarroba, verificamos que o primeiro tem elevado teor em lipídeos (cerca de 23%), enquanto que na farinha de Alfarroba esse teor é inferior a 1%. A gordura do cacau é essencialmente constituída de ácidos graxos saturados.

Em estudos científicos, tem sido descrita a capacidade da alfarroba em pó modular o perfil lipídico do sangue em human

A alfarroba não contém glúten e possui potencial antioxidante muito elevado, o que leva os investigadores a acreditarem que os componentes do fruto podem ser úteis no combate aos radicais livres e doenças crônico-degenerativas. Os compostos fenólicos presentes na alfarroba também lhe confere alta capacidade antioxidante, prevenindo assim, a formação de radicais livres.

Referências:

RTIBI, Kais. Et al. Gastroprotective effect of carob (Ceratonia siliqua L.) against ethanol-induced oxidative stress in rat. BMC Complementary & Alternative Medicine, Tunisia, 2015. Disponível em: . Acesso em: 12 jan. 2016.

BARROSO, Ludymila Schulz. Elaboração e análises físico-químicas de biscoitos recheados à base de alfarroba como alternativa para a substituição do cacau. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013. Disponível em: . Acesso em: 12 jan. 2016.

CASSANEGO, Daniela Buzatti. Efeitos da substituição parcial de cacau por alfarroba em bebidas lácteas. Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2013. Disponível em: . Acesso em: 12 jan. 2016.


Veja também

Show de pedal na Copa Inverno 4 Season MTB 2016!02/08/16 A Copa INVERNO 2016 movimentou Santa Branca no domingo, 31 de Julho. A prova foi dura, exigente e os atletas da Cultura Bike com apoio de Osasco/SP corresponderam à altura. O percurso técnico e exigente fisicamente, colocou à prova os limites de todos os atletas nas diversas categorias. No geral, o percurso foi bastante elogiado por oferecer todo tipo de terreno. O nível dos......
Desvendando a biodisponibilidade do colágeno05/09/17 Nas células os colágenos são sintetizados como prócolágenos. Após a secreção dessas moléculas, seus fragmentos terminais são clivados por meio de enzimas extracelulares chamadas colagenases......
Hibisco15/01/16 Conhecido popularmente como vinagreira, rosela, caruru-azedo, azedinha, caruru-da-guiné, azedada-guiné, quiabo-azedo, quiabo-róseo, quiabo-roxo, rosélia, groselha, quiabo-de-angola, groselheira; o hibisco é uma......

Voltar para Revisões