Aba 1

REVISÕES E ESTUDOS

Postado em 27 de Março de 2017 às 16h30

Chia e a Riqueza de sua Semente!

ClinicMais e Chá Mais | Produtos Naturais para Nutrição Clínica e Funcional A Salvia Hispanica L, popularmente conhecida como chia, é uma planta herbácea cultivada semestralmente, categorizada de acordo com a família das...

A Salvia Hispanica L, popularmente conhecida como chia, é uma planta herbácea cultivada semestralmente, categorizada de acordo com a família das lamiáceas, divisão da magnoliophyta, do reino Plantae. Proeminentemente cultivada por suas sementes, apresenta uma quantidade considerável de potentes antioxidantes, proteínas, fibra alimentar, α-linolênico.

Seu cultivo foi extinto por séculos e só foi retomado no início da década de 90 por um grupo de pesquisadores argentinos em parceria com a Universidade do Arizona (EUA) desde então, os cientistas têm se voltado para pesquisas com o grão. Nos últimos anos, essa semente tornou-se importante para alimentação por fornecer benefícios para a saúde humana, sendo estudada para a redução de doenças cardiovasculares, obesidade, regulação do intestino, colesterol e triglicerídeos, bem como prevenção de algumas doenças. 

A semente de chia é a mais rica fonte natural de Ômega-3 e outros ácidos graxos, fazendo com que a semente ou quaisquer dos seus derivados sejam ideais para enriquecer uma vasta gama de produtos, graças à sua composição química e valor nutritivo, oferecendo um grande potencial para uso dentro do mercado de alimentos.

A importância do Ômega-3 na saúde dos seres humanos é bastante difundida, sendo usada principalmente para a prevenção de ataques cardíacos e diminuição do colesterol. Esses ácidos graxos essenciais também desempenham um papel importante no sistema nervoso central e assim, contribuem para a saúde mental. Além disso, a cadeia mais longa o Ômega-3, ácido docosahexaenoico ou DHA, é um componente importante das membranas dos neurônios. Por isso, concentrações destes ácidos graxos causam importantes mudanças significativas na funcionalidade destas células nervosas.

Além disso, a semente de chia representa uma excelente fonte de fibras dietéticas, o que promove um aumento notável do seu próprio volume dentro do organismo aliada a absorção de líquidos. A semente de chia aumenta 14 vezes o seu volume comparando-se com o farelo de trigo e 16 vezes a mais do que sementes de linhaça, o que torna este cereal uma excelente fonte alternativa de fibra, além de ser uma boa fonte de proteínas.

Referências:

DALMASO, EGD et al. Salinidade na germinação e desenvolvimento inicial de sementes de chia. Cultivando o Saber. Cascavel, v. 6, n. 3, p. 26-39, 2013.

GANDOLFI, Angela Maria Copini; MÜLLER, Terezinha Poposki. Elaboração de sorvete adicionado de chia e mel. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Veja também

Propriedades funcionais do Colágeno29/01 O colágeno é encontrado nos tecidos conjuntivos do corpo, tais como os ossos, tendões, cartilagens, veias, pele, dentes, bem como nos músculos e na camada córnea dos olhos. Porém, com o início da fase adulta, a deficiência de colágeno começa a ser notada, pois o organismo diminui sua produção, sendo necessária a sua......
O poder do Feijão Branco!23/08/17 O feijão é importante fonte de proteínas, apresentando elevado teor de lisina, fibras alimentares, carboidratos complexos, minerais, como cálcio e, principalmente, ferro, além de vitaminas do complexo B. As principais......
ESTUDOS SOBRE AÇÃO DA ROMÃ04/11/16 A romanzeira é popularmente usada para o tratamento de um grande número de doenças inflamatórias e infecciosas, incluindo lesões e abscessos de pele e mucosas, amidalites, faringites, estomatites, gengivite, glossite,......

Voltar para Revisões